domingo, 8 de março de 2009

Sobre o asfalto quente

Eu e a estrada de novo. Amiga de não tão longa data e já tão tão íntima. Ela mora na minha pele e eu na dela. Na pele quente e áspera dela. Hoje molhada. Nós duas.
Eu de gozo e saudade e medo e vida.
A vida é úmida, não é?

Nenhum comentário: